quinta-feira, 29 de março de 2012

Carta para Fernanda


Minha Fernanda,

Sempre digo e escrevo frases como “nossa Fernanda está com 25 semanas” ou “hoje veremos nossa Fernanda pela US”. Mas na realidade te sinto tão MINHA!!! Minha filha, meu sonho, minha realização, minha vitória, minha bênção, meu milagre!

Hoje, pensando em você, resolvi escrever-te uma carta, talvez para que você entenda a dimensão deste amor. Mesmo sabendo que, se fores como eu, só entenderá isto quando tiver em seu ventre um anjinho, te chutando e te enchendo de emoções únicas! Até por isso fico feliz, minha filha, um dia você poderá ter sua família e és mulher! Poderá gerar vidas!!! Se Deus quiser!

Terás aqui fora pessoas que te amam tanto!!! Desde que descobrimos que virias ao mundo, não passou uma semana sequer sem que você ganhasse um presentinho. E por mais simples que seja o presente, enche meu coração de gratidão, porque fico mais realizada com carinhos dedicados a você do que com qualquer presente no mundo que eu já tenha recebido.

É difícil descrever seu papai. As vezes olho pra ele e penso: “Nossa, a Fernanda terá tanto orgulho de ser filha do Alexandre!” Ele é tão babão com você. Ficou tão feliz quando soube que você é uma menininha. Foi ele quem escolheu seu nomezinho e tem participado de tudo. Vai a todas as consultas para te ver na US, ajudou a escolher seu quartinho, dá palpites na decoração. Ele vai ser tão apaixonado por você que sinto até uma pontinha de ciumes! Mas não me preocupo porque conheço o tamanho do coração do papai, sei que caberiam 20 Fernandas dentro dele e ainda assim sobraria um espacinho pra mamãe! Sabia que ele já sofre ao pensar que um dia você terá um namorado? Mas fique tranquila, ele é mais bonzinho do que ciumento! Rs!

Você tem aqui um irmãozinho, Luan, que vai te amar e cuidar muito bem de você. É ele quem vai te levar nas festas, implicar com seus namorados e com o comprimento da sua saia, e mesmo assim você também irá amá-lo tanto, ele é demais! É uma criança incrível e que a cada dia estamos vendo se tornar um homenzinho de caráter! Fico tranquila em saber que ele será um ótimo exemplo pra você.

Tem também a Manuela. Seria pecado classificá-la como sua irmã, por ela ser uma cachorrinha? Não, já que eu a trato como filha também! A mamãe pensa que os bichinhos são filhos de Deus e merecem todo amor e respeito. E a Manuela... bom, não tem como descrever, você verá como ela é doce e carinhosa. Já até te imagino gargalhando quando nos ver brincando com ela.

E além do papai, do Lu e da Manu, há tanta gente aqui ansiosa por sua chegada! A vó Maria, vô Eurides, tia Flávia, tio Andrei, os priminhos Cecília e Rafael, que irão aprontar muita bagunça com você. Tem também a vó Neiva, que de tão feliz ainda nem acredita que você está aqui dentro da mamãe, e tricota seus casaquinhos de lã fervorosamente, o vô Tuca, que vai grudar em você e sorte de quem conseguir te segurar no colo por uns minutinhos. O biso que tenho certeza que vai se emocionar muito quando te ver e as bisas Cida, Lourdes e Mercedes, que já estão preocupadas em como vamos te agasalhar no frio!

Agora a mamãe vai te dizer uma coisa que parece confusa, mas um dia você entenderá. A mamãe é filha única e tem irmãs. Irmãs que Deus deu pra mamãe. A tia Fani e a tia Ana Paula. Elas serão suas madrinhas, afinal, madrinha nada mais é do que uma pessoa que estará sempre por perto de você, pedindo para que Deus te abençoe sempre. Você vai amar essas dindas!

Deus coloca muitas pessoas especiais no nosso caminha e então eu poderia enumerar dezenas de pessoas que te amam, te esperam e farão parte de sua vida, mas aos poucos você mesma sentirá esse carinho e saberá quem são essas pessoas.
E eu, sua mamãe, te esperando, te gerando, te amando cada dia mais e mais! Costumo brincar que te amo até com o estômago, porque já não cabe mais tanto amor no coração. Espero que um dia você me ame, como eu amo minha mãe, nada mais.
Seu papai me diz que meu único defeito é a TPM, mas acredito que nesses dias de TPM apenas ficam mais evidentes as marcas da minha personalidade: sou sonhadora e pé no chão, tudo ao mesmo tempo. Tenho raízes e asas. Sou leve e pesada, calma e impaciente. Isso muitas vezes gera uma briga dentro de mim, um lado querendo ficar, o outro querendo ir. E normalmente o que pesa é o lado responsável, porque é menos flexível. Mas o lado romântico sempre dá um jeito de sobreviver, transborda pelos meus dedos quando escrevo, pelos meus olhos quando choro.

Tem sido no mínimo interessante observar essa disputa interna durante a gestação. Meu lado sonhador derruba de nocaute o outro. O chato. O estável. O equilibrado. A TPM não existe!!

Tenho feito listas para me organizar com suas coisas. Lista de enxoval, lista do chá de bebê, lista de tarefas a serem cumpridas. Porque o desespero ficava batendo na minha cabeça, a inquietude da organização, da insegurança, do medo.

Sabe filha, nunca gostei da perfeição. Amo os defeitos porque sou imperfeita e as pessoas que mais amo na vida também são, todos são. Mas depois de você, a perfeição tem feito parte das minhas orações, quando peço a Deus que te faça perfeita, pra que não sofras, pra que eu não sofra. Tenho buscado perfeição em tudo que se diz respeito a você, desde suas roupinhas, onde excluo o luxo e busco conforto, até com seu quartinho, obstetra, pediatra, parto, hospital.

Meu sonho? Que você seja diferente e igual a mim. Que seja mais leve. Que tenha a fé que me preenche. Que tenha amigos verdadeiros. Que saiba que a maior e melhor instituição que Deus criou é a família.

Fazem seis meses que te carrego no meu ventre. Você pesa, menos do que a responsabilidade pesa. Não tenho medo de não saber cuidar de você. Não, de você não tenho medo nenhum. Adoro riscar das minhas listas todas as minhas obrigações pra depois viver no paraíso com você. É meu lado romântico falando. Porque não consigo ver meu papel de mãe como uma obrigação. Foi uma escolha. Não sei se estou conseguindo explicar. Talvez seja mais ou menos isto: que arranquei os cabelos pra me livrar do mundo chato antes de você nascer, pra que depois eu pudesse me dedicar só a esse trabalho divino: Amar você.

4 comentários:

Rafaella disse...

Que lindooooo...
Mamãe mais que babona...
Imagina quando a princesa nascer!!!
Bjs

Juliani disse...

Que lindo Tati!
A Fernanda vai amar ler isso depois!
Me conte do enxoval, do quarto já decidiu a cor? Ahh menina nesse aspecto é mais gostoso, tem tanta coisa linda né!
Beijos

Casadinha Mi disse...

Oiee!! Amei seu blog e seu post em especial essa parte: "sou sonhadora e pé no chão, tudo ao mesmo tempo. Tenho raízes e asas. Sou leve e pesada, calma e impaciente."
Tbem sou bem assim e nunca tinha conseguido uma descrição tão perfeita quanto essa.

Bjs

Sandrinha Alonso disse...

MARAVILHOSOS TATI!!! AMEI O TEXTO!!! E é bem isso mesmo!!! Que benção é ter família, que benção é ser MÃE!!! o melhor presente de Deus!!!